A Defesa do Fornecedor Comerciante E-Book


A Defesa do Fornecedor Comerciante - Val,Pedro pdf epub

PREÇO: GRÁTIS

EM FORMAÇÃO

LÍNGUA: PORTUGUÊS
HISTÓRIA: 2017
ESCRITORA/ESCRITOR: Val,Pedro
ISBN: 9788581830537
FORMATO: PDF EPUB MOBI TXT
TAMANHO DO ARQUIVO: 8,36

EXPLICAÇÃO:

Esta obra é uma ferramenta para aqueles que se revoltam com a produtiva indústria das indenizações. A quase totalidade das ações reparatórias de dano moral tem no polo passivo uma pessoa jurídica. Alguém duvida que as indenizações pagas são repercutidas no preço dos produtos que essa pessoa jurídica comercializa?

...erciante, já que é o fornecedor imediato do produto/serviço, é responsável em igual patamar com o fabricante, construtor, produtor ou importador, entretanto devemos observar que, o vício do produto ou serviço deverá ser sobre a qualidade ou quantidade que causou lesão ao direito do consumidor ... A Defesa do Fornecedor Comerciante | Amazon.com.br ... . O Código de Defesa do Consumidor completou 25 anos e o que se vê é uma intensa análise do quanto o consumidor ganhou com a Lei que é uma das mais avançadas do mundo e uma das poucas no Brasil que deram certo. Contudo, conforme explica o advogado especialista em direitos do consumidor e do fornecedor Dr. Dori Boucault, os comerciantes ... Acerca da defesa do consumidor em juízo, assinale a alternativa verdadeira (Cespe/PMV-Fiscal de Arrecadação e Serviços Municipais/Questão 109-110-111 - adaptada): E ... Direito do Fornecedor dentro do Código de Defesa do ... ... . Contudo, conforme explica o advogado especialista em direitos do consumidor e do fornecedor Dr. Dori Boucault, os comerciantes ... Acerca da defesa do consumidor em juízo, assinale a alternativa verdadeira (Cespe/PMV-Fiscal de Arrecadação e Serviços Municipais/Questão 109-110-111 - adaptada): Escolha uma: 1. Os estados, o Distrito Federal e os municípios são legitimados a ajuizar ação em defesa de interesses e direitos dos consumidores. 2. Vício de qualidade do produto. Cerceamento de defesa inocorrente. Legitimidade passiva de toda a cadeia de fornecedores. Responsabilidade solidária do fabricante e da revendedora perante o consumidor. Vício demonstrado. Reparo não realizado. Opção da consumidora por uma das hipóteses do artigo 18, §1º, do Código de Defesa do Consumidor. O Conceito de fornecedor no Código de Defesa do Consumidor : O Código de Consumidor estabelece no seu art.3° o ... Cabe ainda destacar alguns conceitos estabelecidos a respeito de fornecedor, são eles: todo comerciante ou estabelecimento que abastece ou fornece habitualmente uma casa ou um outro estabelecimento dos gêneros e ... Defesa do consumidor: ... Sendo a responsabilidade do comerciante subsidiária, ... Na verdade, como veremos a seguir, essa facultatividade para o fornecedor do produto é mais aparente do que real, pois, em regra, poderá sempre o consumidor optar imediatamente pela ação de reparação. Código de Defesa do Consumidor - Lei nº 8.078, de 11 de setembro de 1990 8 Art. 10. O fornecedor não poderá colocar no mercado de consumo produto ou serviço que sabe ou deveria saber apresentar alto grau de nocividade ou periculosidade à saúde ou segurança. Destaque-se, no que tange à responsabilidade por vício de produto, não restam dúvidas que o comerciante responde de forma solidária com os demais fornecedores da cadeia de consumo, até porque o Código de Defesa do Consumidor, na seção atinente ao tema (art. 18 e seguintes do CDC), não faz distinção acerca de seu dever de reparação. De acordo com o código de defesa do consumidor, o problema acarretado ao consumidor final, deverá ser pautado pelo CDC.O problema, que não for culpa do consumidor - como mal armazenagem, descuido, ou outra utilização errada pelo próprio consumidor - deverá ser de responsabilidade de alguma das pessoas que participaram na produção, distribuição ou comercialização do produto ou ... A partir de tal conceito, a Corte consignou que a previsão do art. 88 do CDC, que veda a denunciação da lide nas ações que visam à defesa de direitos ou a reparação de danos causados ao consumidor, aplica-se tanto ao chamado "fato do produto", conforme previsão do art. 13 do referido Código, como também às demais hipótese que geram ao consumidor direito à indenização, como é o ... 9 - Acesso ao código de defesa do consumidor na loja: o consumidor deve ter acesso a uma cópia do CDC para consulta no estabelecimento comercial. 10 - Comerciantes podem recusar a troca de um produto : o comerciante tem o direito a recusar a troca do produto quando este não apresenta nenhum defeito....