Memórias da Casa Dos Mortos E-Book


Memórias da Casa Dos Mortos - Dostoiévski,Fiódor pdf epub

PREÇO: GRÁTIS

EM FORMAÇÃO

LÍNGUA: PORTUGUÊS
HISTÓRIA: 2019
ESCRITORA/ESCRITOR: Dostoiévski,Fiódor
ISBN: 9788544002247
FORMATO: PDF EPUB MOBI TXT
TAMANHO DO ARQUIVO: 4,67

EXPLICAÇÃO:

Em 1849 Fiódor Dostoiévski vivenciou uma catástrofe pessoal: detido por motivos políticos, foi condenado a trabalhos forçados e perdeu seus direitos civis. Ficou recluso na chamada Casa dos mortos, presídio siberiano onde eram mantidos os criminosos mais temíveis da Rússia, e lá conheceu a degradação humana em todas as suas nuanças horripilantes. Em 1860, quando ia retomar a carreira literária ao término de sua pena, essas trágicas experiências inspiraram-lhe uma verdadeira obra-prima: ''Memórias da Casa dos mortos''. Estabelecendo neste livro um sutil paralelo entre a sua história íntima e a de tantas outras vítimas da cadeia russa, Dostoiévski inaugurou uma longa e caudalosa corrente de "memórias do cárcere" cujos representantes até hoje são direta ou indiretamente influenciados por ele.

...sino confesso da própria mulher. Inspirado no período que passou na prisão de Omsk e valendo-se de um realismo denso, que lhe é tão característico, o grande autor russo aborda neste livro a situação penosa dos presos que, além de perderem o direito de ir e vir, são obrigados a ... Memórias da Casa dos Mortos - Portal Factótum Cultural ... ... Resenha do livro Memórias da Casa dos Mortos de Fiódor Dostoiévski com tradução de Oleg Almeida da Martin ClaretLinks da entrevista de Oleg no "Tirando de Le... Ficou recluso na chamada Casa dos mortos, presídio siberiano onde eram mantidos os criminosos mais temíveis da Rússia, e lá conheceu a degradação humana em todas as suas nuanças horripilantes. Em 1860, quando ia retomar a carreira literária ao término de sua pena, essas trá ... Memórias da Casa dos Mortos - Portal Factótum Cultural ... ... Ficou recluso na chamada Casa dos mortos, presídio siberiano onde eram mantidos os criminosos mais temíveis da Rússia, e lá conheceu a degradação humana em todas as suas nuanças horripilantes. Em 1860, quando ia retomar a carreira literária ao término de sua pena, essas trágicas experiências inspiraram-lhe uma verdadeira obra-prima: Memórias da Casa dos mortos. Assim como a morte, a religião é outro ponto sempre presente na literatura de Dostoiévski e em Memórias da Casa dos Mortos ela é bem aproveitada conforme a vida dos detentos é narrada e os acontecimentos forçam os mais tementes o seu lado mais espiritual, sem ser piegas ou cansativo. Uma ótima dica de leitura, que tem tudo a ver com História - como toda boa Literatura! Memórias da Casa dos Mortos, ambientado na Rússia do século XIX e base... Ficou recluso na chamada Casa dos mortos, presídio siberiano onde eram mantidos os criminosos mais temíveis da Rússia, e lá conheceu a degradação humana em todas as suas nuanças horripilantes. Em 1860, quando ia retomar a carreira literária ao término de sua pena, essas trágicas experiências inspiraram-lhe uma verdadeira obra-prima: Memórias da Casa dos mortos . Ficou recluso na chamada Casa dos mortos, presídio siberiano onde eram mantidos os criminosos mais temíveis da Rússia, e lá conheceu a degradação humana em todas as suas nuanças horripilantes. Em 1860, quando ia retomar a carreira literária ao término de sua pena, essas trágicas experiências inspiraram-lhe uma verdadeira obra-prima: "Memórias da Casa dos Mortos". Ficou recluso na chamada Casa dos mortos, presídio siberiano onde eram mantidos os criminosos mais temíveis da Rússia, e lá conheceu a degradação humana em todas as suas nuanças horripilantes. Em 1860, quando ia retomar a carreira literária ao término de sua pena, essas trágicas experiências inspiraram-lhe uma verdadeira obra-prima: ''Memórias da Casa dos mortos''. 'Recordações da casa dos mortos' (1861) figura entre os principais livros de Dostoiévski. 'Recordações da Casa dos Mortos' representou um divisor de águas em sua obra, no sentido da procura de níveis mais profundos da consciência do real e sua ambivalência. Ficou recluso na chamada Casa dos mortos, presídio siberiano onde eram mantidos os criminosos mais temíveis da Rússia, e lá conheceu a degradação humana em todas as suas nuanças horripilantes. Em 1860, quando ia retomar a carreira literária ao término de sua pena, essas trágicas experiências inspiraram-lhe uma verdadeira obra-prima: ''Memórias da Casa dos mortos''. Em sua "Memórias da Casa Dos Mortos" mostra simplesmente a realidade das perseguições políticas, Dostoiévski -por ser "Marxista"- foi condenado à morte, num último recurso teve o "perdão" da pena capital e foi condenado a cumprir pena em masmorras (o ambiente real é outro) na Sibéria, dez anos naquela época para um homem de 40 anos, era morrer no calabouço ... Memórias da casa dos mortos narra em forma de romance um dos períodos mais difíceis da vida de Dostoiévski (1821-1881): os anos em que passou na prisão. Em 1849, ele foi condenado à morte por debater idéias 'revolucionárias'....