Direito Civil 3 - Dos Contratos e das Declarações Unilaterais da Vontade - 30ª Ed. E-Book


Direito Civil 3 - Dos Contratos e das Declarações Unilaterais da Vontade - 30ª Ed. - RODRIGUES,SILVIO pdf epub

PREÇO: GRÁTIS

EM FORMAÇÃO

LÍNGUA: PORTUGUÊS
HISTÓRIA:
ESCRITORA/ESCRITOR: RODRIGUES,SILVIO
ISBN: 9788502046856
FORMATO: PDF EPUB MOBI TXT
TAMANHO DO ARQUIVO: 8,20

EXPLICAÇÃO:

O volume 3 desta consagrada coleção examina os contratos e as declarações unilaterais da vontade e encontra-se adaptadado à luz do novo Código Civil, instituído pela Lei n. 10.406/2002, sem contudo deixar de considerar a lei anterior, possibilitando traçar um paralelo entre os dois diplomas, fato essencial para os estudiosos, professores e acadêmicos do direito. Conserva no seu bojo todas as características que o consagraram no mercado, quais sejam, a de apresentar uma visão moderna e humanista da matéria, além da linguagem clara, num texto extremamente didático.

...o instante em que o agente se manifesta com a intenção de se obrigar, independentemente da existência ou não de uma relação creditória, que poderá surgir posteriormente" (DINIZ, 2011, pág ... Atos unilaterais como fontes de obrigações - Jus.com.br ... ... . 812). Editora Forense, 2008. - RODRIGUES, Silvio. Direito Civil 3 - Dos Contratos e das Declarações Unilaterais da Vontade. 30ª. Edição. Editora Saraiva. Página 1 ... O volume 3 desta coleção examina os contratos e as declarações unilaterais da vontade e encontra-se adaptadado à luz do novo Código Civil, instituído pela Lei n. 10.406/2002, sem contudo deixar de considerar a lei. ... Livro Direito civil 3 30ª ed - Silvio Rodrigues. Mestrado em Direito - A Resolução do Contrato no Direito Civil 3 "Fazer qualquer cois ... Atos unilaterais como fontes de obrigações - Jus.com.br ... ... . 10.406/2002, sem contudo deixar de considerar a lei. ... Livro Direito civil 3 30ª ed - Silvio Rodrigues. Mestrado em Direito - A Resolução do Contrato no Direito Civil 3 "Fazer qualquer coisa completa, inteira, seja boa ou seja má - e, se nunca é inteiramente boa, muitas vezes não é 2.3.1 Análise dos arts. 421 e 2.035, parágrafo único, do Código Civil 2.3.2 Eficácia interna e externa da função social dos contratos 2.3.3 Dispositivos do Código de Defesa do Consumidor e do Código Civil de 2002 consagradores da função social dos contratos 2.4 O princípio da força obrigatória dos contratos (pacta sunt servanda) Direito Civil 3 - Dos Contratos e das Declarações Unilaterais da Vontade - 30ª Ed. - Rodrigues, Silvio - 9788502046856 Direito Civil 3 - Dos Contratos e das Declarações Unilaterais da Vontade - 30ª Ed. RODRIGUES,SILVIO Fora do estoque. Busca por . Meios de ... Os preços apresentados no site não são obrigatoriamente iguais aos apresentados na rede de lojas físicas da Saraiva, e somente são válidos para as compras efetuadas no ato de sua exibição. O Código Civil consagrou uma seção ao contrato preliminar, arts. 462 a 466, e dois dispositivos, 423 e 424, aos contratos de adesão. 7. Da formação dos contratos. O contrato, negócio jurídico que é, tem como substrato elementar a vontade humana. Ao analisá-la, dois momentos distintos podem ser apreciados: DCO0317 - Fundamentos dos Contratos Empresariais e das Declarações Unilaterais da Vontade (Fundamentos dos Títulos de Crédito) (2017, Turmas 21 e 22) Direito civil, volume 3: dos contratos e das declarações de unilaterais da vontade /Silvio Rodrigues. - 30. Ed. Atual. Fontes: RODRIGUES, Silvio. Direito civil, volume 3: dos contratos e das declarações unilaterais da vontade / Silvio Rodrigues. - 30. Ed. Atual. TÍTULO V Dos Contratos em Geral 1. Conceito de contrato. Contrato é o negócio jurídico bilateral (cf. CORDEIRO, António Menezes. Tratado de direito civil português, v. I, t. I, 3. ed. Coimbra: Almedina, 2005, 459). Parte da doutrina classifica os negócios bilaterais em contratos e acordos conforme as vontades sejam recíprocas... A Revisão dos Contratos e a Teoria da Imprevisão: uma releitura do direito contratual à luz do princípio da socialidade. Panóptica, ano 1, n. 8, maio/junho 2007. FIÚZA, César. Novo Direito Civil. Del Rey, Belo Horizonte, 2003. FIÚZA, César. Crise e Interpretação no Direito Civil da Escola da Exegese às Teorias da Argumentação. Entretanto, com a nova perspectiva do direito civil, inclusive com o Código Civil de 2002, essa concepção passa a ser inspirada não mais no individualismo da ideologia liberal, mas no princípio da socialidade, com objetivo de enfraquecer a ideia do contrato apenas como instrumento da satisfação dos interesses egoísticos das partes, reconhecendo o valor social dos contratos. O volume 3 desta consagrada coleção examina os contratos e as declarações unilaterais da vontade e encontra-se adaptadado à luz do novo Código Civil, instituído pela Lei n. 10.406/2002, sem contudo deixar de considerar a lei anterior, possibilitando traçar um paralelo entre os dois diplomas, fato...