Claro Enigma E-Book


Claro Enigma - Andrade,Carlos Drummond de pdf epub

PREÇO: GRÁTIS

EM FORMAÇÃO

LÍNGUA: PORTUGUÊS
HISTÓRIA: 2012
ESCRITORA/ESCRITOR: Andrade,Carlos Drummond de
ISBN: 9788535920598
FORMATO: PDF EPUB MOBI TXT
TAMANHO DO ARQUIVO: 3,56

EXPLICAÇÃO:

Os poemas reunidos neste volume ocupam uma posição singular na obra de Drummond. Aqui o autor parece querer buscar, por meio da retomada de formas clássicas, um equilíbrio entre o passado e o presente. O amor, a morte e a memória são alguns dos temas elaborados por um homem que sempre quis fazer parte do seu próprio tempo.Publicado em 1951, Claro enigma representa um momento especial na obra de Drummond. Com uma dicção mais clássica, o poeta revisita formas que haviam sido abandonadas pelo Modernismo (como o soneto, modalidade que fora motivo de chacota entre as novas gerações literárias), afirma seu amor pela poesia de Dante e Camões e busca uma forma mais difícil, mas sem jamais abandonar o lirismo e a agudeza de sua melhor poesia. Publicado em 1951, o livro abre com a epígrafe do francês Paul Valéry, “Les evenements m’ennuient” (Os acontecimentos me entediam). Embora eloquente, a citação não corresponde perfeitamente à realidade, pois Drummond não vira completamente as costas para a vida mais pulsante. Pelo contrário: a experiência aparece em cada verso do livro, ainda que escamoteada por uma lírica que não se entrega ao fácil graças a uma visão algo desiludida do tempo e dos homens. Mas há, claro, espaço para o lirismo do amor, como no célebre poema “Amar”, que começa com os versos: “Que pode uma criatura senão, / entre criaturas, amar?”. A lira romântica de Drummond está bem afinada neste livro, como pode ser comprovado pela leitura de poemas como “Rapto” e “Tarde de maio”. A mineiridade também é lembrada no livro, em poemas vazados pela nostalgia ou que recontam episódios antigos da terra natal do autor. Claro enigma também conta com “A máquina do mundo” — eleito o melhor poema brasileiro do século XX por um grupo de críticos e especialistas consultados pelo jornal Folha de S.Paulo. Escrito em tercetos, é simultaneamente uma meditação profunda e uma espécie de épica íntima sobre a passagem do tempo e o conhecimento da vida como acontecimento breve e muitas vezes fortuito. Um clássico.

...a uma nova inflexão drummondiana: abandona-se a poesia engajada e de tendência socialista e passa-se a abordar temática de teor filosófico e existencialista ... Análise de Claro Enigma (Drummond) por Poema | RESUMO ... . Essa alteração de rota, no entanto, não foi bem vista por setores da crítica, que a avaliaram como um retrocesso. Claro Enigma: Resumo Por Capítulo Paráfrase da obra de Carlos Drummond de Andrade. Publicado em 1951, Claro Engima reúne poemas da terceira fase de Carlos Drummond de Andrade, mais introspectiva e reflexiva, resultado da angústia vivida no período de Guerra Fria. Leia a análise detalhada do livro, poema por poema, clicando nos links abaixo ou baixando o eBook em PDF. Descrição do livro. Marco de poesia pura, Claro E ... Análise de Claro Enigma (Drummond) por Poema | RESUMO ... . Leia a análise detalhada do livro, poema por poema, clicando nos links abaixo ou baixando o eBook em PDF. Descrição do livro. Marco de poesia pura, Claro Enigma, publicado originalmente em 1951, volta agora ao público como um volume independente, depois de, por anos, fazer parte do volume Reunião (1969).Nele, Carlos Drummond de Andrade, o poeta mais influente da literatura brasileira contemporânea, traz desde os segredos do coração humano e do fazer poético até uma aguda consciência do ... Claro Enigma de Carlos Drummond de Andrade Para recomendar esta obra a um amigo basta preencher o seu nome e email, bem como o nome e email da pessoa a quem pretende fazer a sugestão. Se quiser pode ainda acrescentar um pequeno comentário, de seguida clique em 'confirmar'. Os 41 poemas de Claro Enigma são distribuídos em seis seções: I - "Entre Lobo e Cão" (18 poemas); II - "Notícias amorosas" (7 poemas); III - "O menino e os homens" (4 poemas); IV - "Selo de Minas" (4 poemas); V - "Os lábios cerrados" (6 poemas); VI - "A máquina do mundo" (2 poemas). Desse conjunto, destacam-se os primeiros poemas, que indicam ... Claro Enigma: Resumo Por Capítulo Paráfrase da obra de Carlos Drummond de Andrade Ser Em 1926, Drummond perde seu filho recém-nascido o qual criou grande afeto mesmo sem ter tido vivência. Na obra, deixa claro que ele continuará em sua memória definitivamente: "Às vezes o encontro num encontro de nuvem". Caso não tivesse ocorrido a […] CLARO ENIGMA Para se entender um livro de um escritor importante como Carlos Drummond de Andrade, é preciso estudá-lo dentro do contexto da obra do escritor. Drummond, que nasceu em 1902, em 1951, quando Claro Enigma é lançado, já tem 49 anos e já está em uma fase mais madura como homem e como poeta, além de já ter sofrido alguns desencantos. Claro Enigma mostra toda a beleza da poesia de Drummond em versos como O filho que não fiz / hoje seria homem. / Ele corre na brisa, / sem carne, sem nome, do poema Ser. Ou, também, o início de Amar: Que pode uma criatura senão / entre criaturas, ... TLT - Ligando livros a pessoasOnde encontrar o livro: https://goo.gl/ks3KgROBS: Ao adquirir o livro através do link sugerido, você estará colaborando com o c... Nesta aula, você entenderá as características da poesia de Drummond reunida na obra "Claro Enigma", bem como um pouco da biografia do autor e curiosidades. Q... Claro enigma também conta com "A máquina do mundo" - eleito o melhor poema brasileiro do século XX por um grupo de críticos e especialistas consultados pelo jornal Folha de S.Paulo. Escrito em tercetos, é simultaneamente uma meditação profunda e uma espécie de épica íntima sobre a passagem do tempo e o conhecimento da vida como acontecimento breve e muitas vezes fortuito. Em Claro Enigma, vemos Drummond resgatar o verso rimado e as formas fixas, como o soneto. Contudo, para Viviana, isso não significa um retrocesso em relação ao Modernismo. "Não se pode afirmar que o poeta tenha se tornado menos moderno, reclassicizado apenas, como disseram alguns críticos. ... Claro Enigma mostra toda a beleza da poesia de Drummond em versos como O filho que não fiz / hoje seria homem. / Ele corre na brisa, / sem carne, sem nome, do poema Ser. Ou, também, o início de Amar: Que ...